sábado, 6 de setembro de 2014

Proud to Love

A poesia em excesso
Invade-me
Corre louca
Adrenalina pura
Como um voo rasante
Como uma onda gigante
Toma-me
Todos os espaços
Encaixa-me
Num longo abraço
Talha-me
Em sedas que deslizam
Em tantas flores
Em mil cores
E sabores
Que me ardem
E um verso
Ou todos e muitos
Guardam-me
Um poema me enlouquece
Bebo com fúria
E sem pressa
E uma rima acontece
No meu corpo
Rola na pele
Desliza na carne
Que escorre
Líquido quente
Mel ardente
Laços e fitas
Sentidos e olhares
Embriagam-me
A bagunça e a delícia
Descobrem meus segredos
E eu
Relato todos
No movimento dos meus dedos
No meu pensamento
No meu sonho
No que aqui passo
E te conto
Sem medo
Sem embaraço
Eu mordo
Eu aliso e beijo
Eu sinto
E mostro
Todo meu desejo
Todo meu prazer
E de esperar
Essa magia
Todo meu cansaço
Um texto segue meus passos
Estranho caso
De amor
Estranho compasso
Que risca-me
Que me veste palavras
Inventário de lembranças
Saudade
Essa coisa de eternidade
Essa paixão
De alma
De tom
De som
Único
Na batida cúmplice
Essa coisa toda de emoção
Falada
Do meu
Para o teu coração
Poesia
Poema
Rima
Delícia de pele
De alma
De corpo
Minha carne
E a tua
Texto completo
Escrito no mesmo tesão...
- Cau Lanza -

video


Nenhum comentário:

Postar um comentário